Primeiros Socorros: 5 procedimentos básicos que todo profissional deveria saber

Ter noção sobre Primeiros Socorros serve para qualquer profissão. Por isso, neste artigo separamos 5 procedimentos básicos que todo profissional deveria saber.

Antes de mais nada é importante saber que o que nós chamamos de Primeiros Socorros se refere ao atendimento inicial a uma vítima de acidente. Sendo assim, eles são realizados antes de qualquer atendimento profissional.

Podemos dizer que, em geral, eles são necessários em duas situações:

  • Em casos mais simples, como cortes leves, queimaduras superficiais e arranhões. Nesses casos, o ideal é restaurar o bem-estar do paciente de maneira mais ágil.
  • Para casos mais graves, como paradas cardiorrespiratórias, cortes mais profundos e queimaduras mais sérias. Nestas ocasiões, o propósito é prestar o atendimento rápido até a realização de um atendimento profissional adequado.

Ademais, fábricas de produção de peças, empresas de construção civil e canteiros de obras são locais de trabalho que mais necessitam de atenção quanto a Primeiros Socorros.

Importância dos Primeiros Socorros

Como dito antes, ter conhecimento sobre procedimentos básicos em casos de emergência pode ser muito eficaz para evitar a perda da vítima ou o agravo da situação. Em outras palavras, ter essas noções é importante para estabilizar o quadro da vítima até que ela receba atendimento profissional.

>> Saiba o que é necessário ter em um kit de Primeiros Socorros no nosso artigo <<

Pensando nisso, neste artigo trazemos a você alguns procedimentos básicos em casos que se precise utilizar os Primeiros Socorros.

Procedimentos Básicos de Primeiros Socorros

Imagine a seguinte situação: um acidente aconteceu, e você foi a primeira pessoa que pôde identificá-lo. Mais do que isso – você é a primeira pessoa que pode dar suporte a uma vítima em situação de perigo.

Nos próximos tópicos, ilustramos o que pode ser essencial para ajudar uma vítima de acidente.

Preste atenção:

1. Cheque o ambiente ao redor

Primeiramente, é essencial que você avalie o ambiente antes de prestar socorro. Isto significa verificar se há fogo, fios elétricos soltos, fumaça ou gases tóxicos.

Além disso, checar o ambiente ao redor pode ser importante para dar pistas para saber o que de fato aconteceu com a vítima.

Mas atenção: é importante que você também não se ponha em risco. Afinal, não adianta tentar ajudar uma vítima se você tem potencial para se tornar uma.

Em situações mais perigosas, chame imediatamente o socorro profissional. Até porque são esses especialistas que têm um olho clínico para situações como essa.

2. Evite fazer movimentos bruscos na vítima

Em segundo lugar, é importante não fazer movimentos muito rápidos com a vítima – em especial se ela não conseguir se mexer. Isso deve acontecer porque, em muitas situações, um movimento improvisado pode ocasionar uma fratura óssea ou ainda mais dor na vítima.

Tenha em mente que os socorristas são os profissionais que sabem como movimentar a vítima de acidente de maneira correta.

3. Chame ajuda imediatamente

Em seguida, garanta chamar ajuda. Seja gritar por alguém, ligar para os serviços de emergência ou para resgate. Neste caso, não importa se a vítima não corre muito perigo.

Chamar ajuda significa ganhar tempo para evitar possíveis riscos mais graves, mesmo que estes não sejam aparentes.

4. Dê atenção para a vítima

Após verificar que a pessoa não corre mais riscos, certifique-se de que ela está emocionalmente bem. Muitos acidentes costumam deixar sequelas, especialmente após um trauma. Por isso, comprometa-se a conversar com a vítima e verificar se ela está consciente e acordada.

E lembre-se: é importante que você também mantenha a calma. Evite gritar, permita espaço para a vítima respirar e fique de olho nos sinais vitais da pessoa.

5. Tome medidas para ajudar a vítima em cada ocasião

Neste tópico, abordaremos sobre alguns procedimentos básicos de Primeiros Socorros para cada ocasião mais comum. Confira:

i. Quedas

Quem nunca levou um tombo ou tropeçou em algo sem querer? Esse tipo de acidente é bastante comum, e a primeira coisa a se fazer é verificar se houve desmaio ou se a vítima está inconsciente. Nesses casos, ligue para o 192, ou leve a vítima para um hospital imediatamente.

Caso esteja acordada e consciente, certifique-se de procurar por cortes ou fraturas nos ossos, pois pode ser necessário levar a vítima a um Pronto Socorro para suturas ou exames.

Se, por acaso, a vítima apresentar perda de raciocínio, vômito ou sonolência, leve-a para um hospital ou Pronto Socorro com rapidez. No caminho até lá, tente manter a vítima acordada e tranquilizada.

ii. Choques elétricos

Por outro lado, quando os profissionais entram em contato com equipamentos elétricos sem proteção ou com falta de manutenção, é comum que ocorram choques elétricos. Em casos mais graves, esses choques podem levar a queimaduras.

No caso de choque elétrico, a primeira coisa a se fazer é desligar o quadro geral para cortar a alimentação de energia. Depois, certifique-se de afastar a vítima do objeto que provocou o choque – sempre com cautela para não levar um choque também.

Por fim, caso a vítima esteja de pé, certifique-se de a deitar para que não sofra queda após o choque.

>> Confira no nosso artigo 10 prevenções eficientes para evitar choques elétricos para quem mexe com eletricidade <<

iii. Envenenamento

Diferente dos casos anteriores, o envenenamento causa perigos mais internos causados pela ingestão ou exposição a substâncias tóxicas. Nestes casos, primeiramente, ligue para o Dique-Intoxicação criado pela Anvisa para essas ocasiões (0800-722-6001). Depois de obter as informações necessárias, talvez seja preciso chamar uma ambulância pelo 192.

O que deve ser feito vai depender do tipo de intoxicação:

  • Se tiver sido pelo ar, leve imediatamente a vítima para um local onde haja boa circulação onde a pessoa possa respirar;
  • No caso de ingestão, é necessário levar a vítima ao hospital para que faça uma lavagem estomacal;
  • Já caso a intoxicação tenha ocorrido na pele, certifique-se de lavar a região afetada por no mínimo 20 minutos com água corrente. Se houver ferida na região, leve a vítima imediatamente ao hospital.

>> Saiba mais 5 técnicas de Primeiros Socorros que podem ser utilizadas em caso de acidentes <<

Conclusão

Em resumo, é sempre importante chamar por ajuda antes de tomar qualquer decisão em caso de acidente. Isso pode salvar tempo para ajudar uma vítima a ter mais tempo de vida, ou evitar que casos fatais aconteçam por imprudência.

Esperamos que esses procedimentos básicos em Primeiros Socorros possam ter dado uma noção do que é preciso fazer em situações de acidentes.

Acima de tudo, ter uma capacitação em Primeiros Socorros é muito importante, uma vez que ajuda a manter a calma e tomar as atitudes certas para cada ocasião.

Por isso, nós da Beta Educação estamos atentos para os riscos que os profissionais podem sofrer diariamente e sabemos que investir em treinamento sobre Noções de Primeiros Socorros é fundamental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *