5 técnicas de primeiros socorros que podem ser utilizadas em caso de acidente

Acidentes podem ocorrer em qualquer local de trabalho. Portanto, é fundamental aprender como aplicar os primeiros socorros. Equipado com o conhecimento certo de primeiros socorros, você poderá preservar a vida, limitar a condição de piora e promover a recuperação dos seus colegas de trabalho.

Pronto para aprender? Vamos começar!

Primeiro, você sempre deve avaliar o DRABC (Danger, Response, Airway, Breathing e Circulation). Isso é:

  • Perigo (Danger): verifique se há algum perigo para você, para a vítima e para as outras pessoas ao redor.
  • Resposta (Response): verifique a resposta da vítima. Se inconsciente, procure ajuda imediatamente, se consciente, pergunte o nome da vítima ou peça-lhe para apertar gentilmente sua mão.
  • Vias aéreas (Airway): verifique se as vias aéreas estão abertas e sem objetos. Se estiver entupido, abra a boca e remova o objeto estranho com o dedo, depois incline suavemente a cabeça para trás.
  • Respiração (Breathing): verifique se o peito está subindo e descendo ao ouvir e sentir a respiração. Se a vítima estiver respirando, continue verificando a respiração. Se a vítima não estiver respirando, vire a pessoa de costas e procure ajuda imediata.
  • Circulação (Circulation): verifique os sinais de circulação examine o pulso do pescoço, procurando movimentos de deglutição ou respiração e também observando a cor da pele do rosto.

Agora, vamos analisar mais detalhadamente como gerenciar alguns dos ferimentos comuns no local de trabalho. Lembre-se de que isso não deve substituir os cursos de primeiros socorros oferecidos por uma escola de treinamento credenciada.

1. Ataque de asma

Um ataque de asma ocorre quando as vias aéreas se estreitam repentinamente, dificultando a respiração normal. É desencadeada principalmente por pólen, poeira, frio, fumaça, poluição do ar, alergias e estresse. Os sinais incluem:

  • sibilância aumentada;
  • tosse;
  • aperto no peito;
  • falta de ar;
  • dificuldade em falar;
  • lábios e unhas azuis ou cinza.

Tomar medidas rápidas pode impedir que um ataque de asma se torne uma emergência de asma. Para isso, aplique os seguintes procedimentos:

Monitore o DRABC

Sente a pessoa em uma posição ereta e confortável e peça que ela respire lenta e profundamente. Verifique se a pessoa tem remédio ou bombinha para a asma e entregue para ela tomar ou respirar. 

Aguarde mais 4 minutos e observe se a pessoa pode respirar normalmente. Caso contrário, chame imediatamente uma ambulância. Fale que alguém está tendo uma crise de asma.

Continue com a bombinha em mãos e entregue ela à pessoa com crise a cada 4 minutos para respirá-la até a ambulância chegar.

Para ataques graves em adultos, ela pode respirar a bombinha de 6 a 8 sopros a cada 4 minutos.

Continue monitorando sua respiração, nível de resposta e pulso. Caso eles percam a capacidade de resposta, siga as etapas de ressuscitação enquanto espera por ajuda.

primeiros socorros

2. Sangramento no nariz

O arrebatamento de pequenos vasos sanguíneos no interior do nariz pode fazer com que uma ou ambas as narinas sangrem. Isso pode ser causado por vários fatores.

Faça com que a pessoa se sente, nunca deixe que ela se deite, porque manter o nariz acima do coração reduz o sangramento.

Faça a pessoa se inclinar um pouco para a frente para garantir que o sangue escorra pelo nariz. Nunca peça à pessoa que se incline para trás. Isso fará com que o sangue flua para a garganta e possivelmente bloqueie as vias aéreas.

Peça à pessoa para beliscar suavemente a parte macia das narinas enquanto respira pela boca. Deixe isso durar por dez minutos, faça uma pequena pausa e repita até o sangramento parar.

Não deixe a pessoa falar, engolir, cuspir, espirrar ou tossir, pois isso pode quebrar a formação de coágulos sanguíneos no nariz.

Procure atendimento médico imediato:

  • se o sangramento não parar depois de vinte minutos;
  • se o sangramento nasal acontecesse espontaneamente;
  • se a vítima sentir dor de cabeça, tontura, zumbido no ouvido ou problemas de visão.

3. Queimadura

Queimaduras são causadas por objetos quentes ou frios. Eles normalmente ocorrem no rosto, costas ou braços. Vamos dar uma olhada nos diferentes tipos de queimaduras e como tratá-las. Também é vital conhecer os três níveis de queimaduras.

Queimadura a seco

Os sinais são:

  • dor na área queimada;
  • bolhas;
  • pele avermelhada;
  • dificuldade em respirar (se a queimadura estiver nas vias aéreas).

Como gerenciar queimaduras secas:

Se as roupas da pessoa estiverem pegando fogo, pare, solte e role-as.

Avalie a DRABC e atenda a quaisquer lesões urgentes:

  • encharque a área lesionada com água corrente fria por pelo menos 10 minutos;
  • monitore os sinais vitais da vítima enquanto espera por ajuda.

Saiba mais sobre nosso curso online de Prevenção e Combate a Incêndio.

Queimadura química

Os sinais são:

  • dor aguda;
  • descamação e inchaço da área afetada;
  • bolhas;
  • presença de latas ou frascos químicos.

Como gerenciar queimaduras químicas:

  • avaliação DRABC (conforme descrito acima);
  • garanta ventilação adequada, caso contrário, mova a vítima para um local mais seguro;
  • se o produto químico for sólido ou em pó, escove as roupas da vítima;
  • encharque a área com água corrente fria por 10 minutos;
  • retire cuidadosamente qualquer roupa que possa ter contato com os produtos químicos;
  • vestir a área afetada para evitar infecções;
  • continue verificando os sinais vitais da vítima enquanto espera por ajuda.

Queimadura elétrica

Sinais:

  • inconsciência;
  • a vítima tem sinais de choque;
  • a pele fica acastanhada, esbranquiçada ou preta.

Como gerenciar:

  • desligue a eletricidade da fonte de energia principal. Para fazer isso com segurança, coloque-se sobre uma pilha de jornais ou sobre uma superfície de madeira e use uma vara de madeira para desligar a energia;
  • usando um pedaço de madeira, remova a vítima do perigo;
  • acesse o DRABC e atenda a lesões urgentes;
  • arrefecer a área afetada com água;
  • vestir a área afetada;
  • tratar choque.
primeiros socorros

4. Desmaio

O desmaio ocorre normalmente quando o fluxo sanguíneo é insuficiente para o cérebro, fazendo com que a pessoa perca a capacidade de resposta e muitas vezes caia no chão. As causas comuns de desmaio são dor, fome, exaustão, estresse emocional e ficar em pé ou sentado por longos períodos. No entanto, existem maneiras comprovadas de ajudar a evitar desmaios.

Sinais:

  • acidente sem resposta;
  • pulso lento;
  • pele fria pálida;
  • sudorese.

Como gerenciar:

Ajoelhe-se ao lado da vítima e levante as pernas e apoie os tornozelos da vítima em seus ombros. Isso melhora o fluxo sanguíneo para o cérebro. Garanta que haja ventilação suficiente abrindo janelas ou pedindo que os espectadores se afastem.

Continue observando o rosto da vítima em busca de sinais de recuperação. Uma vez consciente, tranquilize-o e ajude-o a sentar-se lentamente. Se a pessoa demorar mais para recuperar a consciência, abra as vias aéreas e verifique a respiração.

5. Objeto estranho no ouvido, olho ou nariz

Enquanto estiver no local de trabalho, um objeto estranho pode entrar acidentalmente e ficar preso nos olhos, nariz, ouvidos, garganta ou pele. Muitas vezes, não é alarmante, mas se ingerido ou inalado, eles podem obstruir o movimento intestinal adequado ou causar asfixia.

Veja como gerenciar a situação:

Objetos estranhos nos olhos

Sejam partículas de areia ou poeira, irrigue com água limpa. Além disso, aconselhe a pessoa a parar de esfregar os olhos. Se piorar, envie a vítima ao hospital para atendimento médico imediato.

Objetos estranhos no nariz

Não tente remover os corpos estranhos. Aconselhe a vítima a respirar pela boca enquanto toma nota de qualquer dificuldade respiratória. Em seguida, envie imediatamente a pessoa ferida para o hospital.

Objetos estranhos nos ouvidos

Não tente remover os corpos estranhos, isso pode causar danos ao tímpano ou canal auditivo. Se o objeto for um inseto, inundar a orelha com óleo de bebê para flutuar. Em seguida, envie imediatamente a pessoa ferida para o hospital.

Objetos estranhos engolidos

Estes são objetos não digeridos ou afiados em alimentos, como ossos. Isso causa inchaço e obstrução da obstrução das vias aéreas. Não dê à pessoa qualquer bebida ou comida. Tranquilize a vítima e envie-a imediatamente ao hospital. 

Sempre que estiver utilizando as técnicas de primeiros socorros tente permanecer calmo. É você quem deverá tranquilizar as pessoas ao redor e a vítima. Afinal, o nervosismo só piora a situação e faz com que você possa tomar decisões erradas no atendimento. 

No mais, verifique com sua empresa se ela tem um kit de primeiros socorros completo e com os produtos dentro da validade. Com ele é mais rápido e fácil de prestar o primeiro atendimento.

Saiba mais sobre nosso curso de primeiros socorros.

Deixe seu comentário

Mais da Beta Educação