Extintores de incêndio e suas funcionalidades

1 de fevereiro de 2018

Extintores de incêndio tem um lugar reservado em quase todos os estabelecimentos. Quase não percebemos a presença deste equipamento, exceto quando o seu uso é necessário, no caso, um princípio de incêndio.

A responsabilidade é grande para quem gerencia uma empresa por exemplo, todos os requisitos de segurança precisam ser cumpridos, principalmente na prevenção de incêndios.

Extintores de incêndio e a sua utilização

Acreditar que qualquer extintor será suficiente para controlar um princípio de incêndio pode ser uma ideia arriscada, porque a escolha do extintor vai depender da classe de incêndio que se quer combater.

Algumas definições precisam ser compreendidas para poder entender melhor do assunto:

Fogo: Processo de transformação que ocorre devido a uma reação química produzido pela oxidação de combustível, liberando calor e luz.

Incêndio: Manifestação do fogo não controlado e muito perigoso para os seres vivos.

Extintor: Equipamento de segurança capaz de extinguir ou controlar princípios de incêndios.

Conhecendo classes de incêndios

Classes de incêndios são identificadas conforme o tipo de combustão que o material produz.

Classe A – são incêndios envolvendo combustíveis comuns: madeira, borracha, plásticos, papel, tecido, etc.

Classe B – são incêndios envolvendo líquidos inflamáveis: óleos (exceto de cozinha), álcool, gasolina, solventes, tinta, etc. Está incluso nessa classe, os gases inflamáveis como propano e butano.

Classe C – são incêndios envolvendo equipamentos elétricos energizados: motores, eletrodomésticos, transformadores, etc.

Classe D – são incêndios envolvendo metais combustíveis: sódio, potássio, magnésio, etc.

Classe K – são incêndios envolvendo óleos e graxas de cozinha (gordura vegetal e animal).

classes de incêndios

Conhecendo extintores

Nem todos os extintores de incêndio são iguais, existem tipos de extintores para cada classe de incêndio, os principais são:

H2O (água) – os extintores de água são exclusivamente para incêndios de Classe A e não podem ser usados ​​em incêndios de classe B ou C.

CO2 (dióxido de carbono) – os extintores de dióxido de carbono podem ser usados em incêndios classe B e C e não tem efeito em incêndios da classe A.

Pó químico – os extintores de pó químico são utilizados em incêndios das classes B e C. Também são eficazes em incêndios classe A, mas o recomenda-se usar o extintor correto para cada classe de incêndio.

Espuma – extintores de espuma podem ser utilizados em incêndios das classes A e B, por serem mais adequados para a extinção de incêndios líquido combustível. Proibido em incêndios de classe C.

NaCl (cloreto de sódio) – extintores de incêndio a base de cloreto de sódio são usados para extinção de incêndios da classe D. Não pode ser usado para extinguir fogo provocado por Lítio (Li).

CH3CO2K (acetato de potássio) – extintores de acetato de potássio diluído em água são utilizados em incêndios classe K.

extintores de incendio

Um princípio de incêndio poderá ser causado por diversos tipos de materiais ou produtos, por isso a importância de se conhecer as classes de incêndio e os tipos de extintores.

Lembrando que os extintores de incêndio são recomendados para extinguir princípios de incêndio, quando o incêndio atinge grandes proporções o corpo de bombeiros deverá ser acionado.

Você também irá gostar

  • Especial: A ergonomia muito além de seu conceito

    Especial: A ergonomia muito além de seu conceito

    A ergonomia pode ser definida de acordo com o dicionário Aurélio como a “ciência que visa à organização metódica do trabalho em função do fim proposto e das relações entre homem e a máquina” (Aurélio, p. 298, 2010). Desta forma, pensando na maior produtividade do trabalhador e em seu bem-estar, uma das atribuições do Técnico […]

  • O que é preciso saber sobre Legislação Trabalhista e Previdenciária em SST?

    O que é preciso saber sobre Legislação Trabalhista e Previdenciária em SST?

    Olá, no post de hoje iremos abordar um tema muito importante para todos os envolvidos na área de SST: A legislação trabalhista e previdenciária. A intenção deste post é apresentar de maneira simplificada os conceitos do acidente de trabalho nos termos legal e prevencionista e como ficará o envio dos dados do acidente com o […]

  • Por que o mês de Maio é Amarelo?

    Por que o mês de Maio é Amarelo?

    Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para a redução dos acidentes de trânsito e que surgiu com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.  A ideia é mobilizar os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações […]