O que são as talhas e quais são seus principais tipos?

Desde a Revolução Industrial, com o aumento da demanda na produção de materiais, as indústrias têm se utilizado de máquinas e equipamentos que possam dar mais agilidade ao processo. São dispositivos como as talhas que deixam a produção mais rápida e dinâmica, aumentando a capacidade da operacionalização e movimentação de cargas dentro das empresas.

Assim como demonstra a imagem, as talhas são essenciais para a movimentação de cargas muito pesadas que não podem ser feitas apenas a partir do desempenho muscular do operador. (Imagem: CSM Máquinas e Equipamentos)

Mas, afinal, o que são as talhas? Estes são equipamentos simples, versáteis e de baixo custo que são capazes de transportar cargas pesadas com menor esforço e com mais segurança para os colaboradores que geralmente executam essa tarefa. Para quem trabalha no setor comercial, é comum observar a presença de talhas em oficinas mecânicas, em empresas de peças, máquinas e equipamentos, na construção civil, dentre outros.

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho, a CLT, o peso máximo que um empregado pode remover individualmente (com ressalvas ao trabalho do menor e da mulher) é de 60 kg, sendo que o empregador é vedado de demandar força muscular contínua superior a 20 quilos e 25 quilos para o trabalho ocasional.

Neste contexto, o transporte e movimentação de cargas através de máquinas e equipamentos se torna mais do que essencial: basilar. No Brasil, a norma que versa sobre a segurança durante o manuseio de equipamentos de cargas é a NR-11. Os empregadores que utilizam pontes rolantes, talhas ou pórticos são obrigados a atender o que recomenda a Norma Regulamentadora, uma vez que isso assegura as condições mínimas de segurança aos operadores e ao patrimônio da organização.

>> Se você deseja conhecer mais informações sobre a NR-11, acesse o nosso artigo sobre o tema <<

De maneira a disseminar mais informação sobre os equipamentos utilizados na movimentação de cargas, este artigo pretende abordar sobre seus principais tipos e aplicações. Confira:

Tipos de talhas

Conforme falamos anteriormente, existem diversos modelos de talhas utilizados nas indústrias, com vários tipos de aplicações e capacidades de carga que variam de 250 quilos até 60 toneladas. No entanto, os tipos mais comuns que fazem parte do dia a dia do chão de fábrica da maioria das empresas são as talhas simples, cuja capacidade de carga varia de 250 quilos a 5 toneladas. Dentre elas, podemos destacar:

1. Talhas manuais de corrente

As talhas manuais têm o acionamento realizado por uma pessoa ao puxar uma corrente de elos contínuos. Costumam ser as mais utilizadas nas empresas devido ao seu baixo custo, porém exigem o esforço físico do operador para subir ou descer a carga.

O funcionamento das talhas manuais de corrente é simples: quando o operador puxa a corrente de comando, uma roda é acionada que garante reduzir outras rodas dentadas ligadas a ela, e assim é possível içar a carga desejada mantendo os esforços do operador dentro das normas de ergonomia.

>> Entenda o que é o risco ergonômico e quais são os mais comuns nas empresas <<

É bastante comum nas indústrias que as talhas de corrente sejam fixadas em troles, nas vigas de pequenos pórticos, ou em olhais soldados em vigas fixas.

2. Talhas elétricas de corrente

Neste caso, as talhas incorporam um tipo de mecanismo de segurança para evitar o deslizamento de cargas e sobrecarga. Isso é interessante para a segurança dos operadores do equipamento, pois algumas talhas mais modernas, inclusive, cortam automaticamente a energia se houver algum problema no sistema.

O acionamento deste tipo de talha é totalmente elétrico, o que facilita a vida do empregado tornando o movimento mais suave e menos cansativo. Bem como o tipo anterior, podem ser acopladas a troles manuais ou elétricos, nas vigas de pequenos pórticos, ou em posição fixa, em olhais soldados em vigas.

3. Talhas elétricas de cabo de aço

Também bastante utilizadas no meio industrial, as talhas elétricas de cabo de aço costumam ser mais resistentes, e combinam isso à versatilidade e robustez. No entanto, devido ao seu mecanismo mais sofisticado, requerem também mais segurança na hora da manutenção do que as talhas elétricas de corrente.

Enquanto as talhas elétricas de correntes são mais indicadas para utilização em locais com menos espaço disponível para a movimentação de cargas, as de cabo de aço geralmente possuem sistemas de blindagem em seu motor com relação à penetração de poeira e respingos de água. Sendo assim, são uma ótima opção para indústria com linha de produção em ambiente fechado.

Além desses três tipos principais, podemos destacar ainda as talhas pneumáticas, que utilizam a compressão de ar em seu sistema de movimentação de cargas e costumam ter uma operação mais silenciosa. São utilizadas, em geral, para menores capacidades, como manuseio de cargas de até 5 toneladas.

Talhas e suas aplicações nas indústrias

Agora que vimos os tipos de talhas mais comuns, vamos adentrar brevemente nas suas aplicações:

a) Em monovias: utilizadas especialmente quando se há necessidade de movimentação de cargas no sentido horizontal. As talhas aplicadas a monovias podem ser retas, curvas ou mistas;

b) Em pequenos pórticos: são quando as talhas são orientadas a partir de duas bases verticais, com quatro rodas cada uma, e fixadas em uma viga horizontal por onde a talha realiza o movimento de translação. É comum ser encontrados equipamentos como esse em oficinas mecânicas de automóveis e em setores de montagem de peças e equipamentos de pequeno porte;

c) Em guindastes de colunas giratórios: aqui, as talhas são utilizadas para a movimentação vertical de cargas, acopladas ao movimento circular do guindaste, que pode ser de 180º a 360º. Muito utilizadas em grandes indústrias com sistemas de células, por exemplo;

d) Em pontos fixos: utilizadas quando não há necessidade de movimentos de translação, apenas os movimentos de subida e descida das cargas. Geralmente aqui ocasionam improvisações que podem causar sérios acidentes, portanto a base de fixação da talha precisa ser suficientemente resistente para suportar o peso das cargas.

Se os colaboradores da sua empresa trabalham com movimentação de cargas através de talhas, nós da Beta Educação temos o curso específico para que sua esteja de acordo com a NR-11.

Deixe seu comentário