Entenda a importância da CIPA para uma empresa

A segurança do trabalho é essencial para toda e qualquer empresa. Há muitas funções que oferecem riscos à saúde do trabalhador e por conta disso, é dever da empresa instruir ou equipar o funcionário para que ele saiba como deve praticar o seu trabalho sem correr riscos de acidente.

Porém, há certas empresas que além de tudo isso, também contam com a CIPA. Esta é uma comissão que precisa atuar na empresa em prol da segurança de todos. Porém, você sabe o que é a CIPA? E quais são as empresas que têm a obrigatoriedade de ter uma CIPA?

Estas são algumas das perguntas que iremos responder ao longo deste artigo. Para iniciarmos, vamos começar com a questão básica: o que é a CIPA?

O que é a CIPA?

A CIPA é a sigla para Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Esta comissão deve ser formada pelos próprios funcionários da empresa para que eles fiscalizem e previnam acidentes ou doenças que possam ser causadas pelo trabalho.

Dessa forma, essa equipe de funcionários tem como objetivo proporcionar um ambiente mais seguro e com mais qualidade para eles e para o restante dos seus colegas de trabalho. É claro que, por existir a CIPA não se deve anular o compromisso dos gestores e da empresa de fornecer o máximo de segurança aos funcionários.

O ponto é que a CIPA vai auxiliar a empresa na questão de oferecer um ambiente de trabalho com mais segurança para os funcionários e também pode indicar pontos que a empresa está deixando passar em branco e que precisam ser revisados para garantir que os funcionários não sofram nenhum acidente de trabalho.

importância da CIPA

Qual é a importância da CIPA para a empresa?

A CIPA está regulamentada pela NR-5. Nela há tudo o que é preciso saber sobre a CIPA, desde as atribuições da comissão, como ela precisa ser formada até como deverá ser o treinamento dessas pessoas.

A CIPA é formada pelos funcionários da empresa perante uma eleição, em que deverão ser escolhidos o presidente, vice-presidente, secretário e outras pessoas que farão parte da comissão. 

Porém, não basta apenas criar a comissão e eles atuarem do jeito que bem entenderem. A empresa tem a obrigação de disponibilizar à CIPA um treinamento para que ela saiba como deve atuar. 

Dessa forma, os profissionais vão estar aptos a atuarem em prol da segurança de todos os funcionários e a contribuir com a empresa a proporcionar um ambiente de qualidade em que os funcionários se sintam bem e seguros.

Isso porque, em empresas muito grandes ou com muitos funcionários, por mais que os gestores se preocupem com a segurança, é possível deixar escapar algo do controle. Nesse caso, os funcionários que estão diariamente em contato com o maquinário e com os equipamentos podem dar ideias mais práticas e eficientes do que precisa ser mais seguro e do que está sendo deixado de lado.

Nada melhor do que ter a opinião de quem trabalha diariamente para entender o que precisa ou não se mudado para melhorar o ambiente de trabalho. 

Quais os requisitos para se fazer o curso CIPA?

Nem todas as empresas são obrigadas a ter uma CIPA. Os critérios utilizados para saber se a empresa precisa ou não da CIPA é ver quantos funcionários ela tem e qual é o seu setor. Por exemplo, grande parte das empresas precisam da comissão se tiver mais que 20 funcionários. Mas outras, precisam ter acima de 140 funcionários para ter a CIPA.

Empresas de minerais, alimentos e têxteis a partir de 20 funcionários já têm que formar uma CIPA. Mas empresas de administração pública, por exemplo, precisam ter mais de 100 funcionários para criar a CIPA. 

As informações para saber se a sua empresa precisa ter uma comissão se encontram no documento que regulamenta a NR-5. Lá ainda está disposto quantos membros devem compor a CIPA, bem como quantos devem ser efetivos e quantos devem ser suplentes.

Quais são as obrigações da CIPA?

A CIPA tem algumas obrigações e atribuições que devem ser cumpridas. Entre as atribuições está a identificação de riscos no trabalho, elaborar mapa de riscos, participar da implementação e do controle de qualidade das medidas de prevenção, divulgar aos trabalhadores informações relativas à segurança de trabalho, entre outros pontos.

Além disso, é obrigação da CIPA ter reuniões ordinárias mensais e, se preciso, reuniões extraordinárias. Os membros da CIPA devem comparecer a todas as reuniões. Quando algum membro faltar mais de quatro reuniões ordinárias sem justificativa ele perderá o mandato, sendo substituído por um suplente.

Sendo assim, há obrigações em ser um membro da CIPA. Porém, por outro lado, os membros ganham da empresa o curso de treinamento que será feito em horário de serviço.  

Então, se a sua empresa se encaixa nas regras da NR-5 e precisa ter uma CIPA, procure já normalizar a situação. Aliás, nós oferecemos um curso de NR-5 online que pode ser acessado de qualquer lugar que tenha acesso à internet. Ele tem 20 horas de carga horária e validade de 12 meses.

Deixe seu comentário

Mais da Beta Educação