Como melhorar o conforto térmico em escritórios?

No verão, especialmente em lugares mais quentes, é comum notar que a discussão dos colaboradores de empresas situadas em escritórios com espaços fechados é geralmente a mesma: qual é a temperatura ideal do ar condicionado?

Não é possível agradar sempre a gregos e troianos, mas é sensato afirmar que um espaço com conforto térmico ideal ajuda imensamente no desempenho dos funcionários e no bom andamento das tarefas da empresa. Dessa maneira, nem os gestores, supervisores ou colaboradores precisam lidar com o estresse causado por altas ou baixas temperaturas.

No post de hoje, iremos enumerar algumas dicas simples para melhorar o conforto térmico dentro de escritórios:

Uso de ar condicionado e ventilação

De acordo com o arquiteto Rogério Silveiro, da Help Arquitetos, a melhor maneira de mensurar o conforto térmico adequado de um ambiente de maneira geral no Brasil é através da circulação de ar.

Por conta disso, é importante investir em um bom sistema de ventilação é essencial para manter a temperatura adequada de um ambiente de trabalho, bem como evitar possíveis problemas de saúde que possam ser ocasionados por conta do longo período de trabalho em espaços fechados.

Isolamento solar e janelas de vidro

Muito se fala em isolamento acústico, mas quando o assunto é conforto de temperatura nos ambientes de trabalho, as janelas de vidro também têm um papel preponderante. A entrada de luz solar é vital para a medição de uma boa temperatura — seja através da instalação de películas Insufilm em ambientes onde a exposição é muito alta, ou de janelas maiores de vidro onde se é muito gelado.

Além disso, a simples instalação de cortinas corta-sol e de persianas, nomeadamente em espaços onde o uso de computadores é extensivo, é uma ótima maneira para melhorar a acuidade visual dos trabalhadores, inclusive.

Bom posicionamento das baias de trabalho

Em escritórios com um grande número de funcionários, é comum a presença de baias (estações) de trabalho para que possam ser acomodados todos os colaboradores. Apesar da praticidade, é importante notar que a localização dessas estações é de extrema importância.

O posicionamento desses espaços próximos a janelas com a entrada de luz solar, por exemplo, pode ser benéfico para o conforto térmico em dias muito quentes ou muito frios, dependendo da temperatura exterior. Portanto, uma disposição estratégica destes locais também é um fator relevante para o bom conforto de temperatura no ambiente de trabalho.

E o que diz a legislação sobre o conforto térmico em escritórios?

Como foi possível notar pelas dicas deste artigo, existem algumas maneiras práticas para melhorar o conforto térmico que podem ser adotadas pelos gestores e supervisores de trabalho.

No entanto, existem normas regulamentadoras específicas que podem nortear essa mensuração de conforto térmico de maneira bem específica. De acordo com a NR-17, própria para a ergonomia dos ambientes de trabalho, “a temperatura do ambiente de trabalho onde são executadas atividades intelectuais como nos laboratórios, escritórios, sala de desenvolvimento e projetos deve ficar entre 20 e 23 graus centígrados, com umidade relativa inferior a 40%.”.

Essa e outras diretrizes fazem parte da legislação proposta pelo Ministério do Trabalho para proporcionar o máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente nos ambientes de trabalho.

A Beta Educação oferece um curso online para empresas sobre as recomendações da NR-17 para o conforto térmico e outros temas de ergonomia.

Fontes:

NR17 e o conforto térmico: Como encontrar a temperatura ideal? http://arquitetura.topsupply.com.br/blog/nr17-conforto-termico-como-encontrar-a-temperatura-ideal/

Importância do conforto térmico no ambiente de trabalho https://sicflux.com.br/blog/conforto-termico-no-ambiente-de-trabalho/

Conforto térmico: importância e impacto no ambiente hospitalar https://nexxto.com/conforto-termico-hospitalar/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *