Como dimensionar a CIPA? Descubra quantos cipeiros para sua CIPA

10 de julho de 2017

Está tendo dificuldades em descobrir como dimensionar a CIPA? Neste artigo você irá descobrir como saber quantos “cipeiros” são necessários para sua CIPA.

A CIPA ou Comissão Interna de Acidentes trata-se de uma comissão paritária constituída por representantes dos empregados (eleitos em escrutínio secreto) e dos empregadores (designados pelo empregador), que atua na fiscalização de atividades de risco e na promoção da saúde e segurança dos trabalhadores.

Seu objetivo conforme a NR-5 é a prevenção dos acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador.

Segundo a norma regulamentadora 5, empresas com mais de 19 funcionários devem constituir a CIPA, levando em consideração a quantidade de funcionários.

Quer aprender como montar uma CIPA Gratuitamente? Baixe o e-book!

É importante destacar que mesmo empresas com menos de 20 funcionários, embora estejam dispensadas de constituir a CIPA, também devem designar um responsável da CIPA com treinamento específico, conforme determina o item 5.6.4 a seguir:

Quando o estabelecimento não se enquadrar no Quadro I, a empresa designará um responsável pelo cumprimento dos objetivos desta NR, podendo ser adotados mecanismos de participação dos empregados, através de negociação coletiva.

Como dimensionar a CIPA?

Muitas pessoas acabam tendo muitas dúvidas sobre como dimensionar a CIPA, mas de certa forma é mais fácil do que aparenta. Para determinar o dimensionamento da CIPA, a primeira coisa a se fazer é:

  • Conferir a quantidade de funcionários
  • Coletar os dados da empresa: É necessário coletar informações como o ramo de atuação, dessa forma, basta saber inicialmente o CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) da empresa. Este dado você pode encontrar no cartão CNPJ da empresa, no PPRA ou consultar o contador da organização
  • Analisar as informações com o Quadro I, II e III da NR-5

Exemplo de como dimensionar a CIPA

Uma empresa com 500 funcionários no ramo de madeira, mais especificadamente no desdobramento de madeira, com o CNAE 16.10-2

Vá até o Quadro III da NR-5, onde para cada CNAE é especificado o grupo o qual ele pertence:

A partir deste momento você já descobriu o grupo, agora com estas informações, consulte o quadro I da NR-5 para descobrir o dimensionamento. Lembrando que você deve cruzar as informações de número de funcionários e grupo a qual sua empresa pertence, veja a seguir.

Através deste resultado, agora você já sabe que a sua empresa deverá ter 6 membros efetivos e 4 membros suplentes! Conforme a NR-5, a CIPA deve ser composta pelo mesmo número de representantes para o empregador e empregado, portanto com a soma de efetivos e suplentes (10), a cipa será composta por 10*2 = 20 membros, sendo 10 por parte dos empregados e o restante pelo empregador.

Agora consulte e NR-5 e aplique este passo a passo!

Treinamento de CIPA Online

Pensando em facilitar o treinamento de equipes, desenvolvemos um excelente curso de CIPA online para as empresas que desejam promovê-lo aos seus funcionários.

Para obter mais informações sobre o curso, acesse: Curso de CIPA

Você também irá gostar

  • Especial: A ergonomia muito além de seu conceito

    Especial: A ergonomia muito além de seu conceito

    A ergonomia pode ser definida de acordo com o dicionário Aurélio como a “ciência que visa à organização metódica do trabalho em função do fim proposto e das relações entre homem e a máquina” (Aurélio, p. 298, 2010). Desta forma, pensando na maior produtividade do trabalhador e em seu bem-estar, uma das atribuições do Técnico […]

  • O que é preciso saber sobre Legislação Trabalhista e Previdenciária em SST?

    O que é preciso saber sobre Legislação Trabalhista e Previdenciária em SST?

    Olá, no post de hoje iremos abordar um tema muito importante para todos os envolvidos na área de SST: A legislação trabalhista e previdenciária. A intenção deste post é apresentar de maneira simplificada os conceitos do acidente de trabalho nos termos legal e prevencionista e como ficará o envio dos dados do acidente com o […]

  • Por que o mês de Maio é Amarelo?

    Por que o mês de Maio é Amarelo?

    Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para a redução dos acidentes de trânsito e que surgiu com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.  A ideia é mobilizar os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações […]