A Importância das Pontes Rolantes na Movimentação de Materiais

8 de outubro de 2019

É importante ressaltar que as atividades de Movimentação de Materiais
representam para as empresas um importante divisor entre a sua programação e o controle de produção, e a sua efetiva capacidade produtiva.

Comenta-se que, em empresas razoavelmente organizadas, movimenta-se entre 50 a 70 toneladas de materiais para cada tonelada de produto acabado, reforçando as afirmativas de que a movimentação de materiais é estratégica para a cadeia produtiva.

Sabia que oferecemos um curso online de NR-11 Transporte, movimentação, armazenagem e manuseio? Clique no botão abaixo para conhecer mais.

Não basta apenas programar e controlar a produção e a movimentação, é
fundamental dispor de recursos técnicos, físicos e humanos adequados,
capacitados, e em perfeitas condições para viabilizar uma movimentação
eficiente, segura e confiável.

Neste contexto, temos a movimentação de materiais por elevação ou içamento, pois em alguns processos produtivos são necessários constantes deslocamentos de peças e componentes de grande porte e peso elevado que são movimentados principalmente através das Pontes Rolantes.

As Pontes Rolantes são equipamentos de grande porte, resistentes, de elevada capacidade de carga, e projetados para realizarem deslocamentos nos sentidos horizontal, vertical e diagonal, permitindo ao operador dispor de grande versatilidade e precisão nas manobras de elevação, tombamento, inversão ou giro, montagem e arraste de cargas.

Sendo assim, considerando a fundamental importância das Pontes Rolantes no contexto produtivo, fazem-se necessárias algumas medidas imprescindíveis que visem assegurar a regularidade e a confiabilidade das operações, tais como:

  • Implantação de um plano de içamento que estabeleça regras e procedimentos operacionais seguros, e que atendam os requisitos de conformidade técnica.
  • Investimentos em um programa de capacitação e reciclagem das equipes operacionais.
  • Aquisição de acessórios para amarração das cargas com qualidade e conformidade técnica comprovadas,
  • Investimento em um Plano de Manutenção que contemple com responsabilidade as intervenções corretivas, preventivas e preditivas.

Autor: Eugênio Rocha
Fonte: Curso de NR-11 Transporte, movimentação, armazenagem e manuseio de materiais

Você também irá gostar