5 Passos para o sucesso da observação de segurança do trabalho

15 de agosto de 2017

Pesquisas demonstram que em mais de 96% dos acidentes, o comportamento de risco é a causa principal, por isso, para mudar esta realidade, devemos identificar as causas e corrigi-las. A observação de segurança do trabalho é uma das ferramentas para conseguir uma política “Zero acidentes”. Entenda melhor a seguir!

Mas o que é comportamento?

Comportamento é todo ato que podemos observar. Na segurança do trabalho, temos a tendência de achar que quando gestores observam um comportamento, desejam sempre culpar alguém ou observar somente comportamentos inseguros, o que não é verdade.

Um comportamento pode ser tanto positivo, quanto negativo e nem sempre temos que observar ações para entender se certo comportamento aconteceu. Como por exemplo, uma sala sempre organizada e limpa, significa que existe regularmente um comportamento de organização e limpeza neste local.

O comportamento é influenciado principalmente por duas coisas: as atitudes e a cultura organizacional. As atitudes são o guia interno das pessoas e, já o comportamento pode representar uma convicção ou sentimento sobre o que pode acontecer.

Veja também: “O que é um comportamento de risco?”

A liderança tem um papel fundamental no sucesso da gestão da segurança do trabalho, como já falamos muitas vezes aqui no blog, seu envolvimento pode ser demostrado nos comitês de segurança, nos treinamento, na observação, no feedback, solução de problemas e avaliação.

Como ter sucesso na observação de segurança do trabalho

Uma empresa nunca irá conseguir alcançar a sustentabilidade da excelência nos resultados de segurança sem um processo estruturado que compreenda a exposição ao risco antes de ocorrer um acidente.

Para isso é importante que as organizações adotem um abordagem de coaching na segurança e montem uma estrutura da observação de segurança. Segundo Shawn Galloway, membro do ASSE (Sociedade Americana dos Engenheiros de Segurança), existem cinco passos para o sucesso na observação de segurança do trabalho.

Passo 1: Anunciar

O primeiro passo neste processo é fazer com que a pessoa que você tem a intensão de observar, saber que você está presente. Este contato inicial define o tom da observação.

É normal se perguntar “Se eles sabem que estou lá, eles provavelmente farão tudo certinho” Não seria maravilhoso? Pois bem, você deve se lembrar que um dos objetivos principais deveria ser ajudar os outros a criar novos hábitos, não estar ali para pegar um infrator. Outro passo aqui deste artigo irá reforçar este assunto.

Contudo, como confiar no compromisso das pessoas se elas se sentem encurraladas? Por este motivo, deve-se anunciar a sua chegada desde o inicio.

Passo 2: Observar

Depois que os colaboradores estão cientes que o gestor está observando os comportamentos, ele deve dedicar o seu tempo na tarefa principal de observação dos comportamentos. O que você irá procurar neles? A resposta idealmente é “O colaborador pode realizar a sua atividade de forma segura?” e “Eu estou observando algo que me preocupa?”

Existem alguns métodos para o procedimento de observação, segundo a Fibria são eles:

  • Vá para a ação;
  • Observe abertamente;
  • Observe centrado na situação;
  • Forneça feedback verbal;
  • Escreva os comentários;
  • Documente.

Passo 3: Pergunte

Um dos principais aspectos de uma observação é determinar porque uma precaução foi tomada ou não. Esta ideia é um mecanismo efetivo que afeta as mudanças de comportamentos e prioriza iniciativas de melhoria.

É fácil se tornar complacente com uma tarefa executada frequentemente. É importante que o observado reconheça a racionalidade das decisões  que ele faz, tanto para aquelas que diminuem a exposição dos riscos, como também para aquelas que introduzem os riscos.

Se você observa uma precaução segura ou uma exposição ao risco, faça as perguntas mais apropriadas como: “Por que você fez isso desta maneira?”, “É este o jeito que você sempre faz?”, “Você se sente seguro fazendo isso?”, “Existe uma maneira mais segura de faze-lo?”, “Você foi treinamento para fazer assim?”.

Passo 4: Reforçe

As observações são oportunidades para apontar especificadamente os pontos positivos das coisas que as pessoas estão fazendo. De ênfase para os comportamentos seguros, assim você demonstra que ele não apenas tem “sorte” quando falamos de prevenção de riscos.

Você não está ali só para identificar culpados, o líder tem um papel importante no feedback, principalmente no positivo, assim ele encoraja novos comportamentos e hábitos seguros futuramente. A segurança não é a única responsável pela luta contra os acidentes, mas também o comportamento das pessoas perante a exposição dos riscos, fazer o que é certo é comprometimento!

Passo 5: Expresse preocupação

Quando o risco é identificado durante uma observação, a linguagem a ser utilizada como feedback é crítica. Se expressar demonstrando preocupação com o próximo é melhor do que dizer “você está em risco” ou “você não está seguro”.

Na observação você lida com confiança e respeito, portanto se o um observador demonstra preocupação de como a atividade está sendo realizada, isto oferece uma melhor resposta de quem está sendo observado. Lembre-se, você está lidando com pessoas!

Gostou do post? Deixe seu comentário!

Você também irá gostar

  • Dia dos professores: Curiosidades sobre a data

    Dia dos professores: Curiosidades sobre a data

    No dia 15 de outubro é comemorado o dia do professor no Brasil, a profissão que forma todas as profissões, que forma alunos de todas as idades, etnias e personalidades. Para comemorar essa data tão especial, vamos ver algumas curiosidades sobre o dia do professor, aposto que algumas são novidades para você!  No Brasil, um […]

  • A Importância das Pontes Rolantes na Movimentação de Materiais

    A Importância das Pontes Rolantes na Movimentação de Materiais

    É importante ressaltar que as atividades de Movimentação de Materiaisrepresentam para as empresas um importante divisor entre a sua programação e o controle de produção, e a sua efetiva capacidade produtiva. Comenta-se que, em empresas razoavelmente organizadas, movimenta-se entre 50 a 70 toneladas de materiais para cada tonelada de produto acabado, reforçando as afirmativas de […]

  • Especial: A ergonomia muito além de seu conceito

    Especial: A ergonomia muito além de seu conceito

    A ergonomia pode ser definida de acordo com o dicionário Aurélio como a “ciência que visa à organização metódica do trabalho em função do fim proposto e das relações entre homem e a máquina” (Aurélio, p. 298, 2010). Desta forma, pensando na maior produtividade do trabalhador e em seu bem-estar, uma das atribuições do Técnico […]